30/07/2017

O poder do batom

Resultado de imagem para revista vogue de 1921
Resultado de imagem para baton serviteurO batom (do francês bâton) é seguramente um dos hábitos mais antigos do universo da ornamentação feminina. O formato dos batons também passou por processos de modernização. Por volta do ano de 1915, apareceu nos Estados Unidos um derivado do “baton serviteur”: um colorante labial em forma de um pequeno tubo metálico. A sua aceitação na América do Norte foi quase instantânea. Em 1921 a revista Vogue publicitava esse o batom como um acessório de elegância que todas as mulheres de classe deveriam possuir. 

Resultado de imagem para baton serviteur

O ato de se maquiar não é algo contemporâneo. Surgiu nas sociedades mais antigas para se diferenciar dos demais de suas tribos ou mesmo em rituais. 
Uma boa maquiagem tem o poder de transformar. E o batom é algo que não pode faltar, principalmente os vermelhos.
Colorir os lábios começou a ganhar alguma popularidade na Inglaterra do século 16. Durante o reinado da rainha Elizabeth I ter os lábios vermelhos brilhantes e um rosto branco e austero tornou-se moda. Naquela época, o batom era feito a partir de uma mistura de cera de abelha e extratos vermelhos de plantas. Só as mulheres da classe alta e atores masculinos usavam maquiagem.

Atitude
Segundo a escritora e historiadora inglesa Madeleine Marsh, autora do livro "Compacts and Cosmetics" ("Compactos e Cosméticos", a primeira e mais famosa manifestação de uso dos batons vermelhos aconteceu no início do século 20 com as mulheres do movimento Sufragista.

Elas lutavam pelo direito de votar indo às ruas exibindo o tom nos lábios. Desde então, o batom vermelho ganhou o status de símbolo do poder feminino. Também no início do século 20, criado pelo americano Maurice Levy, o item foi embalado em tubos de metais, esses que usamos até hoje. Para você ter uma ideia, ele era acomodado em papel de seda, o que impedia que fosse levado para todos os lugares.
Resultado de imagem para gif animado de batom vermelho
Resultado de imagem para movimento sufragista

movimento pelo sufrágio feminino é um movimento social, político e econômico de reforma, com o objetivo de estender o sufrágio (o direito de votar) às mulheres. Participam do sufrágio feminino, mulheres ou homens, denominados sufragistas.


Resultado de imagem para Clara BowA estrela do cinema mudo Clara Bow também ajudou que a cor ficasse ainda mais em evidência. Os lábios da atriz eram cuidadosamente pintados em um formato que ficou conhecido como "arco do cupido" com batom escuro. O objetivo era que eles parecessem vermelhos nos filmes em preto e branco. Intensificando ainda mais a ligação da cor com a força feminina, com a chegada da Segunda Guerra Mundial, no fim dos anos 30, os batons lançados na cor vermelha vinham com nomes que remetiam à tensão mundial da época. Eram destaques o "vermelho luta" e o "vermelho patriota".

As divas 
Mesmo com os tempos difíceis de escassez e recessão que viriam logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, as mulheres não abandonaram seus batons. De acordo com registros da época, no fim dos anos 1940, mais de 90% das mulheres americanas eram adeptas do cosmético. 
Com a ascensão das grandes divas hollywoodianas, como Ava Gardner, Rita Hayworth, Bette Davis, Lauren Bacall, Elizabeth Taylor e Marilyn Monroe, no fim dos anos 50 esse número subiu a 98%. Mesmo com a chegada de novas cores, o batom sempre esteve presente na necessaire das mulheres nas décadas seguintes. 
Nos anos 80, um tom vibrante marcou o look escolhido pela rainha do pop, Madonna, em sua turnê do álbum "Like a Virgin".
Resultado de imagem para gif animado de batom vermelho
Resultado de imagem para gif animado de batom vermelho
O batom chinês era feito de extratos de plantas, sangue ou pedra britada e, desde cerca de 600 d.C., estava disponível em bastão. As tendências para os lábios variavam.
Durante a dinastia Han, era uma grande pinta vermelha na parte inferior, com o arco do cupido marcado no superior.
Mil anos depois, a maioria das mulheres pintava uma pétala no lábio inferior e duas no superior e ficavam com um biquinho em forma de flor.

Com a chegada do século 21, o batom vermelho voltou a ser o centro de atenção de muitas produções, firmando-se não apenas como símbolo de sensualidade, mas também como de poder e autoafirmação feminina. A ampla gama de vermelhos faz parte do dia a dia das mulheres em todo o mundo. 


Dia 29 de julho é comemorado o DIA DO BATOM.
Resultado de imagem para história do batom vermelho
Fonte: Google, Wikipédia, Livro Última moda - uma história ilustrada do belo e do bizarro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amei o comentário. Bjs mil. Tê