03/11/2012

Paradoxo fashion.(TEMA: MODA)

O SPFW mostrou um layout muito bacana e ecológico. Um  ambiente que esteve com a sustentabilidade em voga. Por sinal, ficou muito interessante. Um desfile que se preocupou com as suas instalações e mostrou um cenário inspirado em uma estufa de plantas. "Gosto de pensar que na estufa germina e cresce novas vidas, novas ideias, como o momento atual da moda brasileira", declara Morozini, cenógrafo do evento.
Um paradoxo é uma declaração aparentemente verdadeira que leva a uma contradição lógica, ou a uma situação que contradiz a intuição comum. Em termos simples, um paradoxo é "o oposto do que alguém pensa ser a verdade". 
"Estufas são estruturas com o objetivo de acumular e conter o calor no seu interior, mantendo assim uma temperatura maior no seu interior que ao seu redor. Normalmente composta de uma caixa e uma fonte de calor".

Ao mesmo tempo, falando de sustentabilidade, os desfiles nos remetem a compras e compras, ao consumo cada vez maior, pois muitas pessoas acham que precisam inovar e renovar o guarda-roupa a cada estação, precisam estar ligadas e vestidas 100% conforme sugestões previstas nas tendências oferecidas e mostradas nos desfiles, ou então acham que estão fora da realidade ou talvez fora do mundo. O consumo está desenfreado. 

Assim como em diversos segmentos, tais como o automobilístico, a moda sempre inova em espaços curtos e fico aqui pensando o paradoxo que é falar de sustentabilidade, pois o mercado lança modelos acrescentando um detalhe aqui e ali para obter um designer diferente conquistando assim o consumidor. 

Temos que nos preocupar, também, com alternativas sustentáveis para que o produto sobreviva por mais tempo no mercado e não fique obsoleto da noite para o dia. Os lixões estão demasiadamente espalhados por ai. Muitos estudam uma solução para esse problema que cresce a cada dia. 

Muitos estilistas caminham para que esse impacto ao meio ambiente seja menor e buscam projetos e parcerias para que o desenvolvimento sustentável faça parte de suas coleções. Essa busca ainda engatinha e encarecem os produtos. 

Mas, peraí...Não é bem assim... Devemos pensar que apesar das novidades, rever nossas roupas e incrementar algumas é imprescindível. Mudar algo no modelito, fazer um tie dye, colocar umas tachas ou inovar conforme as tendências. Devemos nos preocupar em maximizar o tempo de uso das roupas, pois o impacto ao planeta está visível a cada dia. Basta observar. Os olhares tem que estar fixos e abertos não só para o presente, mas para as gerações futuras.

"Sustentabilidade também pode ser definida como a capacidade do ser humano interagir com o mundo, preservando o meio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras. É um conceito que gerou dois programas nacionais no Brasil. O Conceito de Sustentabilidade é complexo, pois atende a um conjunto de variáveis interdependentes, mas podemos dizer que deve ter a capacidade de integrar as Questões Sociais, Energéticas, Econômicas e Ambientais".

Temos que aplaudir causas que realmente sejam sustentáveis, não importando com o segmento.

Em qualquer situação, o planejamento é o ideal. Isso vale para as compras futuras de roupas e tudo mais. Ver o que realmente precisa no guarda-roupa e se aquela peça vai combinar com outras peças que já temos ou se ela vai ser mesma usada, pois quantas vezes compramos pelo impulso ou pelas promoções? Não deixar os impulsos tomarem conta na hora de ver vitrines lindas e maravilhosas. Isso também faz parte do autocontrole para um mundo melhor...Um mundo sustentável!!!

Mediante isso tudo, eu sempre vou mostrar aqui as novidades da moda, as novas tendências e tudo mais. Não que eu seja contra isso tudo, apenas gostaria que cada um repensasse sobre a situação atual  do consumo. Somente isso, ok?

Aproveitando que estamos no final do ano, que tal dar uma geral no guarda-roupa. Esvaziar um pouco. Retirar aquelas peças que há tanto tempo estão ali nos observando e doar?
Veja este site e confira dicas para reciclar http://moda.terra.com.br/moda-reciclada/ultimas/

Fonte: Google, Wikipédia

6 comentários:

  1. Adorei o teto estufa!
    Nós já estamos fazendo isso, limpando o guarda roupa para fazer doações e customizando nossas roupas!!
    Espero só poder comprar a bermuda que me falta,rs
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo o cenário e quanto às roupas, esvazio sempre.Ou melhor: faço assim: entra uma peça nova, sai outra pra doar e assim não acumulo! Lindo domingo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Vivo tentando esvaziar o armário, mas não consigo, rs,rs, sai apeça entra peça...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Tê,
    nunca será demais destacar o tema da sustentabilidade somado ao do consumo desenfreado.Nada de comportamentos radicais, mas um equilíbrio lógico sempre cai bem, e teu conselho pra aproveitar-se a época e reciclarmos o armário é muito oportuno.A hora é essa.Vamos soltar a criatividade( nestes momentos eu gostaria de saber costurar).
    Bjos,
    Calu

    Obs: estive, finalmente, vendo teus trabalhos e desenhos.Adorei todos.Vc é uma arteira de mão cheia.

    ResponderExcluir
  5. Tê, minha amada amiga!
    Que lindeza de post, muito propício para esta data que se aproxima e que exercitamos nossa capacidade de dar o melhor de nós.
    É isso aí! Temos que considerar todo este processo que envolve o consumo exacerbado, porque a natureza está mostrando pra gente a cada ano que passa o quanto está sendo sugada e subjugada por nós. Temos que ter consciência ampliada disso tudo.
    Quanto aos preços que praticam por peças ecologicamente corretas, fico danada da vida, pois como é que eu vou participar disso, se uma simples camiseta básica de uma Osklen que meu filho adora, está custando a bagatela de 200 e poucos paus, só porque é feita com matéria prima aproveitada da natureza?
    Não dá pra entender isso e não dá pra ser eco-correta com uma coisa dessas!
    Seu post está demais e esse papel de parede é tudo, adorei! Deixa uma semaninha só, please.
    beijos cariocas




    ResponderExcluir
  6. Valeu a dica do site, Tê!
    Eu já sou o tipo de pessoa "desapegada". Mas sempre há alguma coisa lá no closet que nunca mais será usada - não tem mais nada a ver com a gente.

    bjnhs e parabéns!

    ResponderExcluir

Amei o comentário. Bjs mil. Tê