12/08/2013

Novos tempos...

Calcinha da vovó????
Hoje está tudo mudado, inclusive as calcinhas. Antes elas eram gigantes e sem graça. Só serviam mesmo para aparar tudo que estava abaixo da roupa, nada mais... Em uma cor de pele e sem qualquer detalhe, elas sobreviveram assim por muito tempo. E pode-se dizer que no decorrer dos anos, a calcinha ganhou um poder fenomenal em relação a beleza e a sedução. A sua funcionalidade foi além de ser apenas uma mera peça íntima.
Atualmente, mesmo que sejam em tamanhos maiores, as calcinhas são poderosas e possuem lindos detalhes.
Você sabia que as francesas gastam muito dinheiro com lingerie? Para elas, em primeiro lugar está a necessidade de vestir algo bonito para a sua satisfação e não para os outros.
544066_301990883263517_1440189611_nDaury Criações curvas curvas curvasAt Your Armoir
.

Curiosidade: Há poucos estudos no mundo sobre a evolução da calcinha. Mas, segundo historiadores, foi há cerca de 500 anos que surgiu o conceito de roupas de baixo, ou seja, de peças confeccionadas especialmente para proteger, aquecer e manter a higiene das partes íntimas femininas. Antes disso, na Grécia e Roma antigas, as moças usavam tangas – também precursoras da cueca, que tomou forma no estilo samba-canção no século XVII. As tangas eram amarradas ao corpo de várias maneiras. Uma delas consistia em passar por entre as pernas uma tira comprida de couro e amarrá-la à cintura, com um nó ou com um pedaço de corda. Nos dias de calor, o “modelito” virava roupa mesmo. Na Idade Média, os panos ficaram maiores e as tangas foram substituídas por uma espécie de bermudão fofo – amarrados nas pernas e na cintura, também com cordas. Não primava pela beleza, mas era prático. Tanto as mulheres quanto os homens tinham condições de fazer suas necessidades biológicas sem tirar a produção. Depois disso, vieram os calções, os shorts e as ceroulas.
A grande revolução das lingeries ocorreu no século 20. Com o surgimento de novos tecidos e designs diferentes, as calcinhas ganharam um novo status. Além de funcionais, confortáveis e duradouras, passaram a ser vistas como item de sensualidade na década de 70. Atualmente, a tendência é a utilização de tecidos tecnológicos, que permitem melhor “respirabilidade” das regiões íntimas das mulheres, e os sustentáveis, feitos de fibra de bambu, por exemplo. 

10 comentários:

  1. Oi Tê!
    A Idade Média devia ser bem fedorenta, né?;-)
    Atualmente é mais 'limpinho e transadinho'.
    Gostei da postagem e dos modelitos.

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  2. As da vovó são demais em todos os sentidos,rs Mas temos tantas lindas,né? Mas gosto das coisas nos lugares e nada me incomodando, om coisas enfiadas,rs beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. São lindas né? Acima de tudo acho que devem ser confortáveis!rs
    beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Ei Teresinha
    Quantas imagens lindas, eu prefiro as maiores, em primeiro lugar vem meu
    conforto e bem estar, depois penso na beleza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Demais esta calcinhas, minha amiga!
    Fiquei louca por elas, cada uma mais linda que a outra, grande seleção você fez!
    E o mais legal, são calcinhas de verdade, dessas que não incomodam e não marcam o corpo, adorei!
    beijos cariocas


    ResponderExcluir
  6. Sempre gostei de calcinhas, antes de tudo, confortáveis. Nunca me peguei em modismos. Gosto do conforto e se for aliado à beleza, melhor ainda. sempre usei calcinhas que pegam abaixo do umbigo, sempre modelos escolhidos, bonitos. Nunca entendi a antipatia que se tem, hoje, de calcinhas bege, ou cor da pele.
    Os modelos que vc mostrou estão lindos, Terezinha.
    Não consigo imaginar como as mulheres já sofreram tanto na vida, sem as calcinhas confortáveis! rs
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Lingerie nova e bonita faz a roupa de cima cair melhor. Eu realmente acredito nisso. Vive la France ; > )))

    bjnhsssssssssss

    ResponderExcluir
  8. E respondendo o comentário de JAN, da Idade Média até o século XIX, limpeza significava algo bem diferente do que temos hoje.
    Foi a urbanização que deu "um jeito" nos modos...

    bjnhs

    ResponderExcluir
  9. Engraçado, é um colírio para os olhos ver mulheres lindas e "possíveis" com lingerie usável e de bom gosto. A imagem maior, em preto, é de uma beleza e sensualidade reais. Cabe a nós, mulheres não produzidas em laboratórios dos photoshops escolhermos as nossas peças íntimas à maneira que fiquemos lindas e não caricatas. Nem todas somos Jeniffer Lopez.

    Beijos Teresinha

    ResponderExcluir
  10. Minha querida, tenho alma francesa. Primeiro vem minha satisfação a qualquer custo. É engraçado, que se não estiver com uma boa lingerie, bem confortável, pode ser a roupa mais bonita, mas estarei desconfortável, me sentindo péssima.

    Adorei as curiosidades da evolução da calcinha.

    Um lindo e iluminado final de semana!
    Beijinhos
    Lorena Viana

    ResponderExcluir

Amei o comentário. Bjs mil. Tê