15/01/2012

Esse editorial está dando o que falar.

A sociedade continua reverenciando corpos magros...Até quando??
Está dando o que falar esse editorial publicado na edição de janeiro na revista virtual norte-americana Plus Model. As fotos da publicação traz a modelo russa plus size Katya Zharkova nua, acompanhada de outra top excessivamente magra, que não tem seu rosto revelado.

A revista afirma que “a maioria das modelos de passarela atinge o índice de massa corporal equivalente à anorexia” e divulga que "há vinte anos atrás, uma modelo pesava em média 8%  a menos do que a média das mulheres, enquanto hoje ela pesa 23% a menos”. Tais estatísticas aliadas às poses das tops, chamaram atenção da mídia.

“Não há nada de errado com nossos corpos. Somos bombardeados com anúncios de perda de peso todos os dias, porque é uma indústria multi-bilionária que ataca o medo de ser gorda. Nem todo mundo é feito para ser magro e nós não estamos falando de saúde aqui, porque nem toda pessoa magra é saudável”, justifica a revista sobre o editorial."

Sei que o mercado está mudando, mas a esperança de encontrar algo bacana para vestir é ainda  escasso no mercado. A diversidade dos tamanhos existe e é real, então quando encontramos matérias que valorizam essa diversidade devemos mostrar e apoiar, você não acha?
Leia matéria completa aqui
Faça sempre uma atividade física.

______________________________________________________________________________ 

7 comentários:

  1. Muito mais bonita a modelo que é julgada como Plus Size... mas que na verdade ela é Normal!!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi minha querida!

    Ah que post sensacional, adorei e que fotos fortes que dizem tanto por si ó... Adorei! Acho mais perto da realidade as modelos Plus Size... ;)

    Querida, qto ao meu post concordo totalmente contigo sobre as minisséries que são tão boas e tão tarde... Essa que acabou agora da Dercy foi simplesmente maravilhosa, principalmente a atuação da Heloisa Perisse, aliás, já comecei um rascunho sobre esse assunto, quero falar da minissérie que foi muito bem produzida! ;)

    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  3. Tê,

    O importante é ser saudável e estar feliz com vc mesma, independente do peso...

    Bjs amiga!

    ResponderExcluir
  4. Hahaha esse acordo ortográfico enlouquece a gente... :D
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Acho que as modelos são magras demais e fogem do padrão brasileiro.
    Adorei o post;
    Linda semana para você!
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  6. Olá Teresinha!
    Primeiramente, adorei seu layout, está magnífico! Adorei a mistura do retro com o moderno. Acertou de mão cheia.
    Lindo!
    Atualmente, "nós", eu também me enquadro nas gordinhas, somos tão rotulada! A cada dia o padrão de mulheres emagrece mais.
    Sinceramente, hoje me preocupo de viver saudável, me alimentar bem, praticar algum exercício para o corpo e alma, em conjunto!
    Acredito que o mercado deveria bater nessa tecla, de alimentarmos bem... e não emagrecer a qualquer custo!
    Estou gorda, mas não enumero esse fato como um problema, vejo tantas pessoas, que passam a vida, atrás da boa forma, usando como exemplo mulheres de capa de revista!
    Será que ela também são felizes? Primeiro vem minha felicidade, depois minhas formas...
    Estava lendo um reportagem, em um site, que a modelo magérrima - porque eu não enxerguei nada que fosse de gordurinha naquele corpo - dizendo que está 8kg mais gordinha! Vai passar meses, em dieta super controlada.
    Meu pai, isso é real?
    O que realmente acho bonito, são mulheres com a felicidade estampada, com curvas...

    Querida desejo uma linda semana, cheia de paz.
    Beijinhos.
    Lorena Viana
    pequena-prendiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que tem de ter mercado pra todo mundo, então adorei o duo.
    Fotos de uma ousadia "plus" chic, adorei!

    bjnhs

    ResponderExcluir

Amei o comentário. Bjs mil. Tê